Radio On line

Se for ouvir o audio-texto clica em PAUSE

perguntas e respostas de filosofia - plantão dia 28 Maio


Eveline - A todo vapor professor, me explica um pouco sobre a doutrina do direito divino!
Amir Abdala: Eveline, a doutrina do direito divino dos reis, muito comum nos séculos XVI, XVII e XVIII, defendia que o poder dos monarcas (reis) vinha de Deus, e que, portanto, o rei tinha poder absoluto, não precisando prestar contas a ninguém de suas ações. De acordo com essta teoria, os resi seriam represetantes de Deus na Terra.
Luciana do Nascimento Sanches (Pouso Alegre/MG): Professor , poderia me explicar um pouco sobre, Neoliberalismo ??
Amir Abdala: Luciana, o neoliberalismo é uma espécie de continuação do liberalismo filosófico e político. De acordo com o neoliberalismo, o Estado deve interferir muiot pouco - quase nada na economia -, os capitais internacionais devem ter livre circulação e o mercado deve ter liberdade. O neoliberalismo defende o capitalismo globalizado contemporâneo.

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): A origem da desigualdade social segundo Rosseau era a propriedade privada?
Amir Abdala: Eveline, segundo Rousseau, a desigualdade social e todos os problemas entre os homens teriam se desenvolvido com o aparecimento da propriedade privada.

Walace Ramos Oliveira (São Luis/MA - COC): professor porque os protestantes mudaram alumas palavras da biblia?
Amir Abdala: Walacwe, na realidade, eles não mudaram exatamenter algumas palavras; eles fizeram uma interpretação diferente.

LUANDREZA MARIA ARAÚJO SIQUEIRA (Santa Barbara/MG - FIEDD): Olá professor, poderi dar uma breve explicação sobre MITOS, estou confusa.
Amir Abdala: Os mitos Luandreza era formas de explicação das realidade, anteriores ao aparecimento d filosofia, nas quais o surgimento do Universo, os fenômenos da natureza e as relações entre os homens eram entendidos como resultados das ações de deuses. Os mitos tinham também finalidade educativa e eram transmitidos através das gerações.

Gustavo de Oliveira Costa (São José dos Campos/SP): prof, como surgiu a massonaria?Isso se aplica na Filosofia?
Amir Abdala: gustavo, o surgimento da maçonaria é um assunto mais da área de história. Alguns dizem que as primeiras organizações desse tipo apareceram já no Egito antigo.

Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): PROFESSOR, PODERÍAMOS AFIRMAR QUE A BURGUESIA PATROCINOU O SURGIMENTO DA DEMOCRACIA CLÁSSICA?
Amir Abdala: Carlos, podemos dizer que a burguesia apoiou o surgimento da chamada democracia liberal e representativa, caracterizada pelos direitos individuais. Mas, é claro, que isso aconteceu de maneiras muito diferentes em cada país.
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): ENTENDO, MAS ESSES DIRETOS INDIVIDUAIS REPRESENTAVAM PROPRIEDADES...E SÓ OS BURGUESES DETINHAM PROPRIEDADES
Amir Abdala: Sim, Carlos. è que aqui estamos colocando as coisas de forma muito resumida. M
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): ISSO MESMO, ENQUANTO LOCKE TINHA ESSA VISÃO, HOBBES NA FIGURA DE LEVIATÃ TENTAVA IMPOR UM DOMÍNIO DO ESTADO SOBRE AS PROPRIEDADES
Amir Abdala: De maneira diferente, Carlos, Hobbes era tam´bem um defensor da propriedade privada -mas não dos direitos individuais, porque para ele o poder do Estadio deveria absoluto.
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): MAS FOI ISSO QUE PROCUREI AFIRMAR...AINDA PODEMOS TER UMA IMPRESSÃO MAIS PROFUNDA NA FIGURA DE LEVIATÃ...ONDE A CIDADE ESTÁ ABAIXO E O POVO REPRESENTADO NA VESTIMENTA DO SOBERANO!
Amir Abdala: Correto, Carlos1

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Professo, o que significa a frase de Hobbes "O homem é lobo do próprio homem "?
Amir Abdala: Eveline, significa que para ele, Hobbes, os seres humanos são naturalmente maus, e inimigos uns dos outros. O homem é o lobo do homem quer dizer: cada homem é inimigo dos outros homens.

Taís Fernanda da Silva (Araraquara/SP - COC):  prof. fala sobre Neoliberalismo?
Amir Abdala: Taís, o neoliberalismo é uma espécie de continuação do liberalismo filosófico e político. De acordo com o neoliberalismo, o Estado deve interferir muiot pouco - quase nada na economia -, os capitais internacionais devem ter livre circulação e o mercado deve ter liberdade. O neoliberalismo defende o capitalismo globalizado contemporâneo.
Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Estado de natureza, não entendi bem o que é.
Amir Abdala: EVeline, estado de natureza é uma ideia dos filósofos contratualistas (Hiobbes, Locke e Rousseau). O estado de natureza seria uma condição selvagem da humanidade, anterior à fundação da sociedade política. E os homens teriam feito um contrato, fundando a sociedade política, justamente para superar algumas situações do estado  de natureza. Agora, cada um desse filósofos pensava esse estado de natureza de maneira diferente.

Raissa Monteverde (Ribeirão Preto/SP - Lafaiete - COC): Professor, eu gostaria de saber se o estado nao interferiu na época do neoliberalismo?
Amir Abdala: Raissa, a época do neoliberlismo é a atual. E o Estado até interfere um pouco - isso depende muito do país. Mas, de Maneira geral, quando predomina o neoliberlismo, O Estado não interfere muito na economia.

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Professor, qual a diferença principal do neoliberalismo do liberalismo?
Amir Abdala: Eveline, rigorosamente não há diferenças significativas. O neoliberlismo é uma aplicaç]ão do liberalismo filosófico e político na economia mundial atual (globalizada).
Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Então neoliberalismo e liberalismo é a mesma coisa?
Amir Abdala: Eveliene, quando vocês forem estudar disciplinas de economia, verão que existem algumas diferenças. Mas, para nós, neste momento, podemos pensá-los como muito semelhantes . Pesene, por ora, no neoliberlismo como o liberalismo dos tempos atuais, do mundo globalizado.

Raissa Monteverde (Ribeirão Preto/SP - Lafaiete - COC): Ha entendi, faltei na aula passada, estou tentando estudar agora, liberalismo e neoliberalismo sao a mesma coisa?
Amir Abdala: Praticamente sim, Raissa. Alguns economistas establecem algumas diferenças. Mas filosoficamente é só uma atualização do nome.

Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): PROFESSOR, NA DÉCADA DE 90 OUVIMOS MUITO FALAR DE CONTRATO SOCIAL....INFELIZMENTE ISSO NÃO TEM NADA DE LIBERALISMO FILOSÓFICO
Amir Abdala: é verdade, Carlos. O uso da expressão contrato social ou pacto social, nesse caso, referi-ase a uma tentativa deacordo entre todos os setores da sociesade para promover o desenvolvimento eocnômico e o bem-estar social.

Nelton R. Rodrigues dos Santos (Itú/SP): Prof. Amir pode explicar o materialismo historico de Marx?
Amir Abdala: Nelton, o materilismo histórico de Marx entende que as transformações históricas tem como ponto de partida as realções concretas dos homens em sociedade, e não as ideias.
Nelton R. Rodrigues dos Santos (Itú/SP): pode dar um exemplo Prof?

Amir Abdala: Aproveitando a questão do Nelton ,segue aviso:
Amir Abdala: ATÉ O FIM DA SEMANA, POSTAREI UM VÍDEO NO AMBIENTE VIRTUAL, DESTACANDO ASPECTOS GERAIS DA MATÉRIA  - ESPECIALMENTE DAS NOÇÕES DE MATERILISMO HISTÓRICO E DE TRABALHO (PARA QUE OCÊS POSSAM TER ELEMENTOS PARA FAZER TODAS AS QUESTÕES DA ATIVIDADE AVALIATIVA).

washington luiz barbosa da silva (Passos/MG - CEFAN): Prof. o socialismo é uma ditadura dos trabalhadores?
Amir Abdala: Wshingotn, para Marx o Estado sempre é uma ditadura (domínio de uma classe social sovbre as outras). noa caopitalismo, segundo Marx, existe a ditadura da burguesia. Nao socilaimso, seria o domínio dos trabalhadores, até que todas as diferenças sociais desapareceseem. Aí teríamos o comuninmos - uma sociedade ´plenamente igualitária e sem Estado.

Leide Daiana Oliveira Gomes Ferreira (Crixás/GO - Centro de Ensino a distância de Crixás): profesor pode explicar as diferenças entre mito e a filosofia quanto a explicaçao da realidade...
Amir Abdala: Leide, o mito explica a realidade a partir da crença na ação dos deuses, seres sobrenaturais; a filosofia procura explicar a realidade sem recorrer a seres sobrenaturais, usando, isto sim, somente a razão para alcançar explicações produndas e lógicas sobre todos os feNõmenos.

Germeson Orlando Godoi (Arapiraca/AL): Prof. Qual o conceito da filosofia na gestão de liderança?
Amir Abdala: Germeson, na ralidade não há somente um conceito sobre filosofia na gestão de liderança. de modo geral, posso antecipar que a liderança deve raciocinar filosoficamente -em produndidade, de maneira crítica e global - para atingir seus objetivos. Na nossa próxima e última aula, falaremos sobre isso.

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): professsor a inglaterra teria sido o primeiro pais do mundo a impor limites ao governo dos reis?

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Quais são as diferenças entre socialismo, capitalismo e comunismo?
Amir Abdala: Eveleins, noa capitalismo temos propriedade privada, desigualdade social... No socialismo, as terras ind´sutrais, empresas pertenceriam a toda a sociedade, coletivamente, e o governo exercido pelos trabalhadores acabari com a exploração do homem pelo homem. no comunismo, teríamos a plena igualdade social, e não haveria mais Estado (poder pol[ítico institucuionalizado), o poder seria exercido diretamente pela sociedade.
Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Cuba é um país comunista não é?
Amir Abdala: Evekline, é chmado de país comunista, na linguagem jornalística. Mas, na aula, veremos que na prática nenhum país chegou ao comunismo.
Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): É professor, fiquei na dúvida porque ao meu ver cuba tem um lider, um governante.
Amir Abdala: Exatamente, Eveline. É que o que na prática aspessoas chmaram de comunismo não tem nda a ver com o que Marx dizia na teoria.

Charles Batista da Costa (Sorocaba/SP): professor, a antiga URSS foi um país de ideais comunista que fracassou, onde foi a falha ao seu ver?
Amir Abdala: Charels, eu teria que escrever um livro para eplicar isso...rs Mas, posso indicar alguns prolbemas: falata de amadurecimento da sociedade, o poder se concentrando nas mãos de poucas pessoas, autoriatrismo... Há uma livro - uma metáfora - de Georg Orwell, chamado A Revolução dos bichos, que nos ajuda a entender um pouco isso, Charels. O fato é que na prática, o0 socilismo foi muito dirente dos que era nas ideias de Marx.

Vanessa Sartori Monteiro (Araraquara/SP - COC): prof quais sao as caracteristicas da reflexão folosófica?
Amir Abdala: Vanessa, a reflexão filosófica [é ampla, profunda, global, crítica, rigorosa, não tem um objeto específico, mas trata de firentes assuntos...

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): professor. todos que colocaram o socialismo de karl marx na pratica o deturparam. e o partido unico comunista com seus membros tornavam se a classe dominante. como poderia ter um estado sem classe dominante? so se for todos os cidadaos governando como eu ja tinha dito antes num governo participativo pela internet.
Amir Abdala: Anderson, de fato, este é um desafio que não foi vencido no socialismo real.

Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): A questão diz que os gregos foram povos especiais e excepcionalmente inteligentes o que tornou possível o pensamento racional entre eles. Isso não é verdade.
Amir Abdala: Marta, muito bom o seu raciocínio!

Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Professor o povo grego era considerado muito especial e inteligente?
Amir Abdala: O que você acha Roseli? Na aula eu disse: A filosofia surgiu entre os gregos por que eles eram mais inteligentes ou apontei fatores históricos que explicam o surrgimento da filosofia???

Cristiano Ribeiro de Oliveira (Rio de Janeiro/Duque de Caxias/RJ - Saber): Boa noite a todos. O socialismo foi a fase em que o filosofo Marx contruiu para que o trabalhador mostrasem aos empregadores como eles juntos tinham força, para mudar a própria  situação?
Amir Abdala: Cristiano, o socilaimso , segundo Marx, seria resultado de uma revolução dos trbalhadores, em que eles acabariam com o capitalismo e com a propriedade privada, criando uma sociedade igualitária, sem patrões e empregados, na qual as empresas seriam propriedade coletiva.

Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): NO LIVRO DE ORWELL, A "IGUALDADE" PROPOSTA SE PARECE COM O QUE O COMUNISMO PROPUNHA!
Amir Abdala: Sim, Carlos... Mas os porcos foram se tornando 'mais poderosos e iguais",...rs

RICARDO PEREIRA CARDOSO (VILA VELHA/ES - COC): PROFESSOR, fale um pouco sobre a diferença básica de socialismo e comunismo.
Amir Abdala: Rciardo, na teoria é assim: o socialismo tem o governo dos trablahdores, que vão enfrentando as últimas resist~encias dos antigos capitalistas, e distribuindo as riquezas a partir da socilaização das empresas, terras, indústrias. quando todas as resistências são vencidas, a sociedade se tornaria plenamente igulaitária e não haveria masi Estado: seria, ent~çao ocomunismo, com abundância, liberdade para todos e a própria sociedade se governando. Mas isso, lçembre-se, era na teoria. na p´ratica não ocorreu exatymente desse modo.
RICARDO PEREIRA CARDOSO (VILA VELHA/ES - COC): Professor, e na prática, como ocorreu?
Amir Abdala: Na p´ratica, rciardo, embora muitas conquistas sociais tenham acontecido nos países socialistas, continuou havendo dominações de um grupo, autoritrismo pol´ticio e não se chegou à plena igualdade.

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): os estados unidos seria um exemplo do liberalismo aplicado na pratica? as 13 ex colonias tinham governos independentes depois se juntaram numa confederaçao formando os estados unidos e gradualmente foi incentivado a colonização do oeste conforme determinada regiao tivesse uma estrutura organizacional com mais ou menos 50000 mil habitantes poderia pedir a adesao a confederaçao como um estado na confederaçao. era como se a colonizaçao fosse de modo empresarial mas feita pela propria população sem a interferencia do estado durante o sculo xix. as grandes empresas fizeram a infra estrutura americana. o governo americano so interferiu na economia apos o crack de 29 em nova york durante o governo roosevelt. entao o estados unidos foi um pais que praticou totalmente o liberalismo professor?
Amir Abdala: Se não totalmente, pelos menos em larga medida, Anderson. Mas devemos observar que o liberlismo norte-americano demorou muitos anos para estender a igualdade jurídica aos negros. como você bem observa, o liberlismo econômico levou à crise econômica de 1929. Pa resolvê-la, o governo de Franklin Delano rooosevelt abandonou o liberalismo e o Estado passou a intereferir mais na economia e na sociedade. Hoje, os Estados Unidos praticam novamente  o liberalismo.

wanderson cleres monteiro (Divinopolis/MG): professor na grecia existia escravidão?
Amir Abdala: Existia, sim, anderson. E o fato de muito cidadãos terem escravos, deixava-os com mais tempo livre para fazer política, pensar filosoficamente, etc. Umas contradilção, como se vê. A liberdade de uns e a completa falta de liberdade de oyutros.

Cristiano Ribeiro de Oliveira (Rio de Janeiro/Duque de Caxias/RJ - Saber): Segundo os filosofos Hobbes, Locke e Rousseau podemos dizer que o estado é essencial para o homem traçar metas e alcançar objetivos?
Amir Abdala: Cristiano, de diferentes maneiras, esses filósfos entendem que o Estado é necessário para assegurar a vida em sociedade. Até mesmo Rousseau, que criticava a civilização, entendia que não era possível nem deseja´vel retornar a um estado de natureza, e que a humanidade se realizaria plenamente com um contrato social que fizesse valer a vontade coletiva no Estado.

Ana Paula Dinareli Constante (Ribeirão Preto/SP - Lafaiete - COC): professor fale sobre período helenista
Amir Abdala: Ana Paula, o períod helenista é aquele que vem depois de sócrates, Platão e Arsitóteses; é marcado pela busca da felicidade indivual, por um pessimismo em relação à vida em sociedade, e pela ideia de que uma vida mais próxima à natureza garantia a imperturbabilidade da alma.

Elias Marcial Sforcini (Barretos/SP - PLUS COC): Prof.nada haver com a aula passada , mais por favor qual foi o equivoco de marques em relação ao captalismo
Amir Abdala: Elias, na realidade muuitos críticos de Marx entendem que ele menosprezou a capacidade que o capitalismo teria de sobreviver às crises.

DÉBORA CRISTINA DA COSTA OLIVEIRA PAES (Brasília - Asa Sul / DF (DinatosCOC) ): Professor fale um pouco de político liberal.
Amir Abdala: d´ebora, a filosiofia política liberal basei0a na defesa dos diretiso individuais, da propriedade privada, da tolerância religiosa, da m´ninima interferência do Estado na economia, na ideia de que o Estado deve ser diminúido em seu tamanho...Essas são algumas das características.

ELTON AUGUSTO BAGDAL (Sorocaba/SP): Boa noite professor, voce poderia me fazer uma simples explicaçao, sobre materialismo historico ?
Amir Abdala: elton, o materilismo histórico de Marx entende que as transformações históricas tem como ponto de partida as realções concretas dos homens em sociedade, e não as ideias. Gravarei um vídeo sobre isso, e também teremos ainda uma aula sobre o assunto. è muito extenso para eu trar de maneira completa aqui.
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Vamos ver se o q entendi esta certo, para os gregos a politica era mais livre, a religião mais tolerante, os homeens tinham mais tempo pra pensar por causa da escravidão..
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): e isso tudo contribuiu em muito para o sorgimento da filosofia certo?
Amir Abdala: Muito bem, Riosilei. E isso não significa que eles eram mais inteligentes, mas sim que essas condições favoreceram o surgimento da filosofia.

wanderson cleres monteiro (Divinopolis/MG): então pode se dizer que forão os gregos que criarão a democracia?
Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): foram sim os grgos que criaram a democracia.
Amir Abdala: sIM, wANDERSON. nAS CIDADES GRASANTIGAS, SURGIU A CHAMADA DEMOCRACIA DIRETA.

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): A minha pergunta agora não tem nada a ver com a aula passada, mas estou na dúvida. O que Socrates pretendia com a maiêutica?
Amir Abdala: Eveline, Maiêutica é "o parto da ideias!. Sócrates pretendia instigar, estimular as pessoas a perceber que suas ideias sobre a realidade eram falsas, e , então, buscar ideias profundas e verdadeiras para conhecer a realidade.

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): esse tal de rosseau poderia ser considerado o pai da pedagogia professor. ele fez uma obra que foi utilizada muito na educação das crianças na escola?
Amir Abdala: em certo sentido, sim, anderson. Em,ílio - até hoje uma obre muito estudada nos cursos de pedagogia - é a primeira obre que destaca a infâNCIA COMO UMA ESTA PRÓPRIA E EPESCIAL DA EXISTÊNCIA HUMANA. mASM, É  LCARO, MUITAS DAS IDEIAS DE ROUSSEAU SÃO CRITICADAS POR OUTROS AUTORES.

Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): O QUE É INTERESSANTE OBSERVAR É QUE A GRÉCIA NO PERÍODO HELENISTA SE VIU EM DECADÊNCIA FILOSÓFICA!

Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Professor fale um pouco sobre o princípio político liberal.
Amir Abdala: rOSILEI, ACABEI DE DAR ESSA RESPOSTA UM POUCO Acima.

Elias Marcial Sforcini (Barretos/SP - PLUS COC): com as forças da igreja catolica em decadencia,porque os revolucionarios da época esperam tanto
Amir Abdala: Elias, porque as tranformaçãos culturais não se dão de maneira rápidade. A perda de poder pela Igreja foi gradual.

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): hobbes concordaria muito com as ideias de maquiavel no sentido de autoridade dos reis?
Amir Abdala: Não, Anderson. embora haja algumas semelhanças, veremos, na próxima aula, que há diferenças significativas entre Maquiavel e Hobbes. Maquiavel não era exatamente um defensor do poder abnolsutista, embrao afirmasse que é direito dos governantes usarem os recursos necessários para permanecer no poder.

Elias Marcial Sforcini (Barretos/SP - PLUS COC): não sei  se é cultura mais até hoje estão tentando por o catolicismo em primeiro plano,porem acho que é uma coisa de cultura,estou correto Professor?
Amir Abdala: Sim, elias. as concepções religiosas são parte importante da cultura. e nossa cultura tem uma forte presença do cristianismo, e do catolicismo em particular.

Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): Os mitos eram relatos de cunho religioso que explicavam os acontecimentos da vida?
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): se eu entendi bem eram sim Marta.
Amir Abdala: O que você acha, Marta? pense um pouco na diferença entre mito e filosofia... dá até para localizar essa resposta lá pra cima...
Amir Abdala: De acordo om os mitos Marta, quem eram os responsavéis pelos fenômenos universais, naturais e humanos?
Amir Abdala: Então, roselie e Marta... Se são os deuses, posso dizer que o mito era uma forma de explicação religiosa?
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): sim
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): os deuses professor
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): OS MITOS RETRATAVAM OS DEUSES COMO OS RESPONSÁVEIS POR ESSES FENÔMENOS!
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): CREIO QUE SIM!
Amir Abdala: Muito bem, Marta e Elias!

Eveline Aparecida Perdigão (Santa Barbara/MG - FIEDD): Então não era para levar as pessoas a uma conclusão qualquer, mas sim a uma conclusão de uma maneira mais profunda?

GILSON ANTONIO VELOSO DA TRINDADE (Ribeirão Preto/SP - Lafaiete - COC): prof., podemos chamar o liberalismo, socialismo, capitalismo e comunismo de sistemas políticos, econômicos ou politico-economicos ?
Amir Abdala: socialismo e capitalismo são sistemas socioeconômicos. O liberalismo é uma filosofia política  e uma forma de política econômica; e o comunismo foi uma teoria sobre a forma de organização da sociedade em todos os seus aspectos, Guilson.

Cristiano Ribeiro de Oliveira (Rio de Janeiro/Duque de Caxias/RJ - Saber): A reforma protestante trouxe um fortalecimento consideravél para o capitalismo e  desenvolvimento do individualismo, tornando o trabalho mais prazeroso.
Amir Abdala: Correto, Cristiano. Mas não tornou o trabalho examten mais prazeroso, mais sim mais valorizado socialmente, como o que confere dignidade aos homens.

wanderson cleres monteiro (Divinopolis/MG): professor dogma é uma verdade inquestionavel!então a filosofia é dogmatica?
Amir Abdala: Wanderson, dsua definição de dogma está correta. Mas, pense bem, será que a filosofia seria dogmática??? por quê?
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Pelo que entendi Wanderson, a filosofia não é dogmatica
wanderson cleres monteiro (Divinopolis/MG): é verdade acho q não é nem dog nem cetetica ja q a filosofia é a berta a debates de opinioes contrarias!!
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Um dogma é uma verdade inquestionavel enquanto que a filosofia está sempre aberta a criticas é isso mesmo?
Amir Abdala: Muitio bem, Wanderson e rosilei!@

Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): Em que século surgiram os primeiros filosofos?
Amir Abdala: Entre os s[éculos VII e VI a.C, rososilei.
Amir Abdala: digo Rosilei.
Roselei Maria de Carvalho Neves (Passos/MG - CEFAN): então ela não é recente né
Amir Abdala: tem mais ou menos 2.600 anos, roseilei. Achop que é bem antiga, né? rs

Evandro Perpetuo Pereira (Catanduva/SP - Parceiro COC): BOA NOITE,GOSTARIA DE TIRAR UMA DUVIDA LIBERALISMO E NEOLIBERALISMO , DESDE QUE SEJA MAIS SIMPELS DE ENTEDER ,PODENDO DIZER O QUE E CADA UM EM POUCAS PALAVRAS .
Amir Abdala: Evandro: o neoliberalismo é uma espécie de continuação do liberalismo filosófico e político. De acordo com o neoliberalismo, o Estado deve interferir muiot pouco - quase nada na economia -, os capitais internacionais devem ter livre circulação e o mercado deve ter liberdade. O neoliberalismo defende o capitalismo globalizado contemporâneo.
Amir Abdala: O libwerlismo pol´tico, Evandro, defende os direitos indivduais, a propriedade privada, a tolerância religiosa; a ordem social capitalista.
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): O SURGIMENTO DA FILOSOFIA SE CONFUNDE CO O PERÍODO SOCRÁTICO...ENTÃO PODEMOS AFIRMAR QUE FOI NO SÉCULO V ANTES DE CRISTO?
Amir Abdala: UM ouco antes, CArlos. lembre-se que, antes de Sócrates, existiram os filósfos que chamamos de pré-socráticos.

GILSON ANTONIO VELOSO DA TRINDADE (Ribeirão Preto/SP - Lafaiete - COC): professor, conheço algumas pessoas que me dizem ter "aspirações socialistas". Revoltam-se contra a propriedade privada, usam o termo neo-liberalista como xingamento e até comentam sobre "o Estado máximo"... Pergunto: será socialismo pleno, tal qual foi concebido, é possível? Deixando propósitos e gestos "religiosos" aos quais a história se refere, não conheço homem que tenham deixado 1/5 de sua propriedade em favor de outrém...
Amir Abdala: gilson, essa é uma questão difícil de ser respondida. Pessoa,mente, não sei se estamos em condições de construir uma sociedade realmente socialista; mas se pudermos pelo menos nos inspirar um pouco em alguns princípios socialistas, creio que a vida da humanidade será melhor.

Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): LEMBREI PROFESSOR, INCLUSIVE OS PRÉ-SOCRÁTICOS SÃO FILÓSOFOS SÃO FIGURAS IMPORTANTES DA FÍSICA E MATEMÁTICA!
Amir Abdala: Excelente, CArlos.
anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): montesquiu fez a teoria da divisao de poderes legislativo que elabora leis, executivo que as aplica eo judiciario que as julga. um estado democratico tem que ter esses tres poderes. no judiciario sao os politicos no caso o presidente da republica indica os juizes do suupremo para o senado aprovar. mas o certo nao era o povo escolher os juizes do supremo trbunal federal. para assim esses juizes nao terem nenhuma ligaçoes com esses polticos?
Amir Abdala: Nesse Caso, anderson, o argumento é de que os Juízes não podem sofer pressões populares para tomar suas deecisões. è algo realmente discutível.

RICARDO PEREIRA CARDOSO (VILA VELHA/ES - COC): Professor, me fale um pouco sobre Mais-Valia.
Amir Abdala: ricardo, resumidamente, a mais-valia é , segundo Marx, a quantidade de trabalho dos trabalhadores que fica com o Patrão; é o origem do lucro e a fomra pela qual o patrão explora os trabalhadores.
RICARDO PEREIRA CARDOSO (VILA VELHA/ES - COC): Professor, desculpe perguntar novamente, mas é porque ainda não tive resposta, sobre sua resposta a mim sobre a Mais-Valia, seria como se fosse um extra do trabalhador não remunerado pelo patrão?
Amir Abdala: Grato, Bruno.. Então, ricardo, não ´pe gora extra do modo como nós entendemos o termo: mais valia significa qwue uma boa parte do trabalho do trabalhador não é realmente paga pelo patrão ( de acordo com a teoria do Marx)

Keginaldo Loiola Machado (Maceió/AL): Boa Noite Professor,o senhor acha que ainda existe o conceito da Mais Valia,no mundo de hoje?

RICARDO PEREIRA CARDOSO (VILA VELHA/ES - COC): Seria como se fosse um extra do trabalhador não remunerado pelo patrão?
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): NA ENGENHARIA DE DE PRODUÇÃO A MAIS VALIA É REPRESENTADA COMO O CUSTO DA MÃO DE OBRA...
Amir Abdala: è um outro ponto de vista, Carlos. Por isso é que enfatizo que essa é a concepção de Marx.
Carlos José dos Santos Filho (Jequié/BA (EXPERT) ): ENTENDI PROFESSOR

Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): Prof. mais uma pergunta : Os céticos não acreditam que existe uma verdade. Será que ele pode questionar na verdade dos outros, mesmo não acreditando que ela possa existir?
Amir Abdala: Marta, os céticos não acreditam que nenhuma verdade seja possível; ´por isso eles entendem que as supostas verdades de alguns filósfos não são, de fato, verdades.
Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): Mas eles a questionam? Mas eles a questionam?
Amir Abdala: O que voc^cha,a Marta? que questiona é quem crê um uma ideia e a aceita ou é quem não crê e quer demonstrar que ela é falsa?
Marta Adriana Beck Costa Lustosa Ferreira (Pouso Alegre/MG): sim professor se eu não crêsse, eu também questionaria
Amir Abdala: Essa pergunta dá mesmo  oque pensar, rosilei; talvez sejamos um pouco das duas coisas.

Lilian Mei Chu (Araçatuba/SP - COC): professor... quem é adepto ao iluministo são os iluminatis? rss... boa noite cheguei agora..rsss
Amir Abdala: não Llilian... Os adeptos do iluminismo são os filósfos iluministas.

wanderson cleres monteiro (Divinopolis/MG): Amir no meu ponto de vista o homem é pleno de bontade visto q todos nos quando nacemos somos plenos de bondade mas temos instintos e pensamentos que podem ser mudados com o passar do tempo.No mundo de hoje acho q poderiamos viver num mundo ser coverno se todos esercesemos so o nosso lado pleno de bondade!!!!
Amir Abdala: é um desafio, Wanderson.

ELTON AUGUSTO BAGDAL (Sorocaba/SP): Professor voce me poderia me dar uma simples explicaçao sobre, socialismo e comunismo ?
Amir Abdala: Elton: a teoria é assim: o socialismo tem o governo dos trablahdores, que vão enfrentando as últimas resist~encias dos antigos capitalistas, e distribuindo as riquezas a partir da socilaização das empresas, terras, indústrias. quando todas as resistências são vencidas, a sociedade se tornaria plenamente igulaitária e não haveria masi Estado: seria, ent~çao ocomunismo, com abundância, liberdade para todos e a própria sociedade se governando. Mas isso, lçembre-se, era na teoria. na p´ratica não ocorreu exatymente desse modo.

anderson rocha de albuquerque (Santo André/SP - Etip): durante a idade media a igreja catolica foi a favor do direito divino e do absolutismo e do enriquecimento dos grandes comerciantes. se nao fosse a revoçuçao protestante como o apoio dos burgueses dificilmente o capitalismo se desenvolveria e posteriormente o liberalismo do filosofos europeus? na verdade contra o enriquecimento dos grandes comerciantes corrigindo

Amir Abdala: [Andersom] comentarei na postagem sua observaç]ão. Mas adianto que ela é correta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário